Carta Brasileira para Cidades Inteligentes será apresentada na XIII Cúpula de Prefeitos

mdr_foto_carta_de_cidades_inteligentesA Carta Brasileira para Cidades Inteligentes, que está em fase final de elaboração, será apresentada em plenária no primeiro dia da XIII Cúpula Hemisférica de Prefeitos e Governos Locais. Esta edição do evento tem o tema Cidades Inovadoras para as Pessoas e ocorrerá de 17 a 20 de março em Recife. O documento, organizado pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) com o apoio de parceiros, visa a contribuir para a promoção do desenvolvimento urbano sustentável no contexto da transformação digital, em diferentes esferas de governo, especialmente nos Municípios, onde esta transformação mais se evidencia.

Ainda na Cúpula, haverá um espaço, na tarde de 19 de fevereiro, para escuta internacional da Carta, que é elaborada com a participação integrada de 200 colaboradores que representam o governo, a sociedade civil, a academia e o setor privado. As premissas do documento são as mesmas adotadas na construção da Política Nacional de Desenvolvimento Urbano (PNDU). A secretária nacional de Desenvolvimento Regional e Urbano, Adriana Melo Alves, será a representante da pasta. Na ocasião, também serão apresentadas pelo governo federal as estratégias nacionais para o desenvolvimento urbano sustentável.

Entre os objetivos da Carta estão a pactuação de uma visão sobre cidades inteligentes no contexto brasileiro, a elaboração de diretrizes para a implementação de projetos de cidades inteligentes pelos Municípios e a orientação e articulação de políticas, programas, iniciativas e investimentos públicos a partir de uma visão comum.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM), por meio das áreas técnicas de Planejamento Territorial e Habitação e Trânsito e Mobilidade, contribui para a elaboração da Carta. O objetivo é agregar a visão municipalista de fortalecer as capacidades institucionais e técnicas dos Municípios, em especial, dos pequenos e médios, bem como, o fomento a políticas e financiamento acessíveis para fortalecer o uso de tecnologia que promova uma melhor qualidade de vida nas cidades e para as pessoas.

Recriando Cidades Inteligentes
Os participantes da XIII Cúpula também conhecerão a mostra Recriando Cidades Inteligentes, fruto da contribuição de crianças que participaram da 16ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2019. Elas foram convidadas a participar de oficinas de desenho e responder à pergunta: “O que é uma cidade inteligente para você?”.

Lápis coloridos, papel e imaginação infantil transformaram as respostas em palavras e desenhos — um resultado concreto da visão lúdica, perspicaz e contundente, de que meio ambiente, pessoas e tecnologia precisam estar em harmonia. No total, 40 desenhos foram selecionados e serão expostos no corredor do Pavilhão da Inovação durante todos os dias da Cúpula de Prefeitos.

A coordenadora-geral de Apoio à Gestão Regional e Urbana do ministério, Ana Paula Bruno, responsável pelo setor que gerencia as colaborações à Carta, avalia as contribuições. “Os detalhes dos diversos desenhos revelam que as crianças têm reflexão sobre o que não pode faltar em uma cidade inteligente: natureza, gente, recursos e atitudes que melhorem a vida de todos e todas”, resume.

O Projeto Andus, parceria do MDR com a Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ, na sigla em alemão), é um parceiro da Cúpula, que reunirá participantes nacionais e internacionais para troca de experiências, promoção de parcerias e interação. O Andus é financiado pelo Ministério do Meio Ambiente, Proteção da Natureza e Segurança Nuclear (BMU) da Alemanha. As inscrições para o encontro estão abertas no site oficial.

Da Agência CNM de Notícias, com informações do Ministério do Desenvolvimento Regional