Municípios na previdência: mobilização no Congresso continua com articulação de prefeitos

reforma-municipiosO segundo dia do Movimento pela Inclusão dos Municípios na Reforma da Previdência começou logo cedo, na manhã desta quarta-feira, 10 de julho, no Congresso Nacional. Diversos prefeitos, que estão em Brasília, mobilizados pela causa, acompanharam as articulações coordenadas pelo presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi.

Os municipalistas conversaram com vários parlamentares pelos corredores da Câmara dos Deputados e ainda com a liderança e deputados do partido Novo que havia se comprometido em apresentar uma emenda pela inclusão dos Entes locais. Esse encontro contou também com a presença do ex-presidente da CNM Paulo Ziulkoski. “O Brasil é uma Federação, e nós [os Municípios] estamos sendo excluídos da Reforma”, disse Ziulkoski.

Ao Novo, Aroldi agradeceu a sensibilidade do partido em apresentar uma emenda que atendesse a demanda apresentada pelos prefeitos. Entretanto, o líder do movimento destacou a dificuldade de os Municípios enfrentam para serem incluídos por estarem ligados aos Estados. O líder do Novo na Câmara, deputado Marcel Van Hattem (RS), explicou aos gestores presentes as articulações, mas também ressaltou a dificuldade que o partido está enfrentando por ter assumido a responsabilidade de apresentar essa emenda. “Nosso partido ainda é pequeno, temos apenas oito parlamentares lutando por esse pleito”, justificou.

Nereu Ramos
Após essas articulações, os prefeitos se reuniram no auditório Nereu Ramos. Novamente conduzido os trabalhos, o líder do movimento municipalista explicou aos gestores o que está sendo articulado e quais serão os próximos passos da mobilização do movimento. “Nós estamos encontrando muita dificuldade para encontrar um líder que apresente uma emenda que atenda nossa solicitação, mas não vamos desistir se não conseguimos aprovar agora na Câmara vamos continuar lutando pela inclusão pelo Senado”, explicou Aroldi

Aroldi ainda ressaltou a importância da mobilização e confirmou que a tarde há a expectativa de uma reunião com o presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Confira os principais momentos da mobilização aqui.

Fonte: https://www.cnm.org.br