Maior evento político do Brasil terá programação transmitida ao vivo; não fique de fora

marcha2019Já consolidado como o maior evento político do Brasil e com recorde de inscritos, a XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios terá nessa edição uma novidade: a programação principal e paralela será transmitida ao vivo pela internet. A expectativa da Confederação Nacional de Municípios (CNM) é de que o evento – que terá uma programação ininterrupta e aguarda público recorde – seja acompanhado pelo maior número de gestores públicos possível.

“A Marcha será o espaço para promover o diálogo, unirmos esforços de forma a construir um novo pacto federativo que permita enfrentar com eficiência a necessidade de ofertar para a população brasileira mais e melhores serviços públicos, para garantirmos avanços no desenvolvimento social e econômico de nosso país”, lembra o presidente da CNM, Glademir Aroldi.

O municipalista que não puder estar em Brasília entre os dias 8 e 11 de abril poderá acompanhar tudo em tempo real. No Facebook, os internautas poderão curtir e compartilhar a transmissão da programação principal do evento; no Youtubea transmissão também poderá ser vista em 360º, ou seja, o telespectador terá a sensação de estar dentro do evento e poderá ver o palco principal de todos os ângulos; e, pela Rádio CNM, será possível acompanhar, pela primeira vez, a programação paralela do evento e ouvir todos os debates das Arenas técnicas.

Minuto a minuto e imagens
Todas essas transmissões estarão reunidas e podem ser acompanhadas em tempo real ficando de olho no hotsite da Marcha. No local, terá um espaço para que os internautas possam ver o minuto a minuto de tudo que acontece no evento em tempo real, como os principais anúncios do evento. Já os registros fotográficos dos momentos mais marcantes estarão disponíveis em nossa Galeria.

Vale destacar que a transmissão começará a partir do dia 9, com a abertura oficial do evento, entretanto a área de Comunicação da CNM está preparando diversos mecanismos para interagir tanto com os participantes quanto com internautas que acompanham as redes sociais da entidade.

Fonte: Agência CNM de Notícias